17 de nov de 2013

Um cachorro arrependido

As suas lágrimas ninguém entende.Cada dor é pessoal, cada grito vem do fundo. Só fingem se importar mas só se importa quem sofre igual ou pior. Vá lá e explane suas dores para todos e veja suas reações: uns vão rir,outros tem o maldito complexo de dor superior(sua dor é sempre menor que a deles,mesmo que tu tenha câncer e eles uma bolha no dedo),alguns vão dizer que você é fraco,que não deveria estar sofrendo por algo "tão" pequeno. E os raros vão cuidar de você. E não se esqueça dos que nem vão ligar e ainda zombar! Esses merecem o inferno. Como conseguem sobreviver e ter amigos?  Devem ser tão podres como. Não quero quantidade,quero companheiros de verdade. Não vivo apenas de dor,não vivo sofrendo unicamente,mas como posso compartilhar a bonança e a alegria com quem já riu das minhas dores ? Se a pessoa só está comigo na alegria,é evidente que não se importa no fundo. Não é falsidade, é interesse. Apenas observo enquanto acontece com os outros pois,o que se há de fazer se o ser humano so aprende com a experiência?  Em vão eu falaria. Em vão eu falo. Em vão me decepcionei. De novo.

Um comentário:

  1. Olá querida, a um tempo atrás você visitou meu cantinho * poemas góticos * e perguntou sobre parcerias, mas somente agora pude ver seu comentário, bom, quanto a parcerias no meu blog tem um cantinho reservado para esse fim, http://ladydark-darkness.blogspot.com.br/2010/01/de-onde-veio-tanta-dorpoque-sinto-essas.html e obrigada pela visita me perdoe por somente agora esta retribuindo, adorei seu blog, belas palavras...

    ResponderExcluir

Comente !